sexta-feira, 23 de julho de 2010

Conhecer a Deus face a face


A história de Jó é bastante conhecida, mas por mais que saibamos que os propósitos de Deus são bem maiores que os nossos, na dificuldade, na prova, fazemos os mesmos questionamentos, desesperamo-nos a cada instante e afligimo-nos pensando que estamos sozinhos e que não daremos conta de seguir adiante.

Quando deparamo-nos com as portas fechadas, com as muralhas de Jericó, com o mar vermelho, as lágrimas são iminentes.

Somos fracos, somos pó, é verdade, mas não podemos nos esquecer de que o Deus que nos escolheu pode todas as coisas e está conosco se formos fiéis a Ele.

Esse Deus Onipotente, Onisciente e Onipresente não impede muitas das nossas tribulações, apesar de concder-nos milhares de livramentos. Jesus disse que no mundo teríamos aflições que Ele não veio trazer a paz, mas a espada.

Eu realmente queria viver em um "mar de rosas" aqui no planeta Terra, porém sei que a vida é feita de altos e baixos. Quem crê em Deus deve ter convicção de que somos peregrinos neste mundo e que plenitude só teremos na glória.

Odeio passar por lutas, e quem gosta? Contudo, são elas que me aproximam do Senhor.
Choro muitíssimo nas dificuldades, mas salto muito de alegria quando o meu Pai celestial me garante a vitória e realiza os desejos do meu coração.

Há um louvor do Diante do Trono que diz: "na fraqueza do meu ser, manifestas teu poder". Profundo, não?

Só conhecemos o poder de Deus quando Ele faz o impossível e transforma a nossa situação. Como Jó disse: "Com os ouvidos eu ouvira falar de ti; mas agora te vêem os meus olhos." (Jó 42:5)

Todas as nossas dificuldades são para a glória do Senhor. Por mais que doa, e dói muito, a recompensa é sempre melhor. 
Nenhuma maldição, por maior que seja, se compara com a glória do Senhor manifestada em nossas vidas.

Como podemos ser exaltados se não formos humilhados?
Como poderemos ser honrados se não formos desonrados?
Como poderemos ser curados se não estivermos doentes?
Como Deus pode fazer milagres se não houver o impossível?

Já fui muito humilhada, muito machucada, muito caluniada e muito desprezada, mas o Deus que eu sirvo e que escolheu me amar, dia após dia tem me mostrado a sua face, a sua glória e o seu poder.
Não queria ter passado pelo que eu passei, entretanto, hoje glorifico ao Senhor por minhas lutas, pois sem elas o poder de Deus não poderia ter sido manifestado em minha vida.

Conhecer a Deus mais e mais; vê-lo face a face; chegar a um nível de intimidade cada dia maior; sentir o amor incondicional e perfeito do Pai: é isso que Jesus tem para cada um de nós.

terça-feira, 20 de julho de 2010

O perfeito amor lança fora todo medo



"O perfeito amor lança fora todo medo" (1 João 4:18)



Oi, gente!
mais de um mês sem escrever, não é?
Muitíssimo tempo...

Estive em um momento conturbado: muito trabalho, muitas decisões e indecisões. Pois, bem! Perdoem-me a negligência ao blog, mas, infelizmente, não pude estar mais assídua...

Estou em fases de mudanças, literalmente, (por isso não tenho passado muito por aqui), entretanto, depois escrevo um post só para adentrar mais neste assunto.
O que quero com este novo post é somente explicitar a minha necessidade do Senhor: Como eu preciso de Ti, Jesus!

Tenho enfrentado um sentimento que oportunamente insiste em aparecer: o medo.

O medo por não saber o que há de vir. O  temor de não me achar segura em meu recôndito. A insegurança de, por vezes, acreditar que estou só. Será que serei capaz de enfrentar os obstáculos que aparecerão? Tenho medo de ficar sozinha... O que será de mim sem a força do Senhor? Sem sua presença?

Sei que esse sentimento não provém de Deus. Por isso, o Pai tem me levado a buscar mais Dele e, constantemente tem me dito: Confia em mim! Acredita!

Porém, quando estamos com medo, confiar se torna algo quase impossível.
Como confiar se o que vejo é totalmente o oposto do que devo acreditar?
Como crer além das circunstâncias?

Apesar de não ser fácil, eu escolho confiar.

Estava lendo um livro, e deparei-me com esta passagem:

"Um Deus infinito pode se dar inteiro a cada um de seus filhos. Ele não se distribui de modo que cada um tenha uma parte, mas a cada um ele se dá inteiro, tão integralmente como se não houvesse outros" A. W. Tozer

Lindo isso, não é? Como essas palavras me confortaram!
É isso que quero! É disso que preciso!
Só com esse amor incondicional e presente, só com essa inteireza do Supremo Ser em mim consigo ir além, prosseguir.
Tenho um Deus que se entrega totalmente a mim. Que profundo!
Nessa entrega os meus medos se esvaem, nada mais importa quando o Senhor estar por perto.

Quero te amar mais, Senhor, sentir seu cuidado, sua presença. Preciso de mais de Ti! Quero sentir seu amor!