segunda-feira, 22 de março de 2010

A luta contra o nosso "eu"


Eu quero!
Eu posso!
Eu sou!
Eu mereço!
Eu tenho!
Eu acho!

A causa de muitos males esá em aceitarmos as vontades do nosso "Eu". Um homem sem Deus tem o seu "Eu" como aliado, mas um verdadeiro filho de Deus descobre que o seu "Eu" é um dos seus grandes inimigos...

“Enganoso é o coração, mais do que todas as cousas, e desesperadamente corrupto, quem o conhecerá?" (Jeremias 17:9)

Não é uma tarefa fácil reconhecer que dentro de nós há um forte adversário, mais difícil ainda é expulsar do nosso interior a podridão que tenta nos corromper por inteiro.

São sentimentos de inveja, de soberba, de egocentrismo, de rancor, de mágoa, por aí vai...

Sem termos o poder de conhecer o outro por inteiro, decidimos qual sentimento teremos pelo próximo, seja de afinidade ou de repúdia.

Frases populares explicitam bem essa situação: "Meu santo não bateu com o de fulano". Ou então, "não fui com a cara de ciclano". Atire a primeira pedra quem nunca disse tais coisas...

Quando julgamos com a nossa limitação de sentidos, pelo que vemos, ouvimos e acreditamos, muitas vezes julgamos errado e é por isso que o nosso coração nos engana constantemente. O nosso "eu" falha porque jamais coseguiremos abarcar a totalidade alheia, como faz o nosso Deus, dessa maneira, várias vezes achamos que Deus está errado e nós estamos certos.

É exatamente por essa percepção falha que o nosso Senhor nos pede renúncias durante toda a nossa vida. O Pai nos pede apenas que renunciemos o que é ruim para nós. No entanto, não são poucas as vezes que acreditamos mais na voz do nosso "eu" e desprezamos a voz divina. O problema é que as consequências sempre vem, já que somos responsáveis pelas nossas escolhas.

Não deixe que seu coração dite as ordens. O seu "eu" muitas vezes nem é você, mas apenas setas e banquetes  malignos que satanás te faz acreditar que é verdade. Afinal, o engano só pode advim do pai da mentira.

Acreditar no nosso "eu" cegamente, sem confrontar com a verdade de Deus, é uma atitude imatura que nos levará para a morte, como diz o versículo: Há um caminho que ao homem parece direito, mas o fim dele conduz à morte. (Provérbios 14:12)

Deixe Jesus te direcionar, pois somente Ele te conduzirá à verdade plena.

Transforma o meu coração, Senhor!

2 comentários:

  1. ola pessoal,

    Aproveitando mais um post da Rosi para deixar meu comentario, hj tratando desse assunto "a luta contra nosso eu".

    Quando buscamos a Deus, observamos quanto falho nos somos, e a partir do momento q passamos a nos completar de Deus, vamos criando discernimento para assuntos os quais nunk acreditamos ter.

    Sendo assim, cada dia q passa devemos deixar nosso "eu" de lado e buscarmos aprender mais com Ele. E agirmos como nos (eu + Deus), nos orientando com Ele, fazendo a Sua vontade.

    Pois somente assim encontraremos o melhor caminho

    Q Deus abencoe sua semana

    abraços,
    Frederico Melo

    ResponderExcluir
  2. Aleluia,Ô glória,de que denominação são vcs ?

    ResponderExcluir

Obrigada por comentar no blog!