sábado, 17 de outubro de 2009

Permissão ou centro da vontade?

Muitos pensamentos bombardearam minha tão limitada mente esta semana. Quanta confusão!
É incrível como pequenas decisões podem ser, às vezes (ou quase sempre), tão difíceis de serem tomadas. Nessa horas, preciso mais ainda ouvir a voz de Deus
A única coisa que tenho certeza absoluta é que a vontade de Deus é perfeita, boa e agradável (Romanos 12:2). Sendo assim, tudo que não for da vontade de Deus não é perfeito, não é bom e nem agradável. Bem lógico, não?
No entanto, não é tão simples assim...

Desde pequena ouço as pessoas dizerem "Deus quis assim!"; "aconteceu isso porque era a vontade de Deus". Bom, de acordo com a bíblia não cai nenhuma folha da árvore se Deus não deixar. Porém a "permissão" de Deus é bem diferente da "vontade" de Deus.
Eis as diferenças, segundo o dicionário Aurélio:
Permissão: s.f. Ação de permitir. / Autorização, consentimento, licença. / Retórica Figura pela qual o orador deixa ao juízo dos ouvintes ou do adversário a decisão de alguma coisa. (Ex.: Se estou certo ou errado ao afirmar que a Pátria é eterna, dizei-o vós que comigo a vedes resistir aos mais fortes embates.)

Vontade:s.f. Nome dado à capacidade de uma pessoa agir com intencionalidade definida. &151; Quando se acende a luz para ver o que se passa na sala, diz-se que a pessoa que age dessa maneira desejou, empenhou sua vontade, na ação. Este tipo de ação é chamado voluntário. Mas, quando a pessoa pisca os olhos diante de um foco de luz, este ato não é desejado, não é um produto da vontade, e é chamado involuntário.

Acho que deu pra esclarecer bem agora, não?
Já cansei de ver as pessoas "culpando" a Deus porque isso ou aquilo deu errado:"Deus não quer que eu seja feliz!" "É o meu destino, minha sina!".
Eu também acho que é mais fácil culpar a Deus por "colher" os frutos dos meus erros, do que admiti-los, só que, como entendo perfeitamente que eu sou pó e Deus é tudo, gosto de prestar atenção nas revelações Dele acerca da minha vida e isso quer dizer que, já que busco a felicidade e compreendo que ela só vem de Deus, devo fazer, ou pelo menos buscar fazer, as coisas certas e, o certo, nesse caso, é a vontade de Deus e não a sua permissão.
Quando algo der errado na sua vida, preste atenção no que VOCÊ fez para que isso ocorresse, antes de "incriminar" o próximo. Alguns questionamentos seriam bem úteis, como: "Eu perguntei a Deus se podia fazer isso?" "Deus gostaria que eu agisse assim?" "Essa minha atitude está dentro dos parâmetros bíblicos?" "Estou 'ouvindo' a Deus ou o homem"?
Nós devemos sempre buscar, por mais difícil que seja, a direção de Deus. Ele sempre nos dará a melhor decisão. Se agirmos como crianças mimadas, indo adiante, fazendo conforme o nosso querer, correremos um grande risco de não colher bons frutos, mas, se, cada projeto, do menor ao maior, for colocado diante de Deus e fazermos conforme Ele nos orienta, tenho certeza, por experiência própria, que só teremos alegrias e não seremos frustrados.
É por isso que quanto mais confusão, mais clamo a Deus por sua sabedoria e direção. Ouvir a Deus é tão bom! Obedecê-lo é melhor ainda, porque a obediência é benção, já a desobediência é maldição. "Eis que o obedecer é melhor do que o sacrificar.” (I Samuel 15:22 a)

Não esteja na permissão de Deus, mas no centro da sua vontade.
Não é fácil sacrificar a nossa vontade em prol da vontade de Deus, mas, tenho certeza, os frutos são mais que recompensadores.

Desejo, Senhor, somente o centro da sua vontade, porque sei que ela é a melhor vontade pra mim.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigada por comentar no blog!