quinta-feira, 29 de outubro de 2009

Não basta só crer, devemos confiar

É incrível como o Senhor fala!
Mais incrível ainda é como nós duvidamos da voz divina...
Para um cristão é muito fácil rotular alguém de "ateu" ou "incrédulo", porém, nem todos cristãos são tão "crentes" assim, como disse Jesus: "Ou como podes dizer a teu irmão: Irmão, deixa-me tirar o argueiro que está no teu olho, não atentando tu mesmo na trave que está no teu olho? Hipócrita, tira primeiro a trave do teu olho, e então verás bem para tirar o argueiro que está no olho de teu irmão. (Lucas 6:42)

Uma das coisas mais complicadas em ser cristão é possuir a fé. Ironia, não? Afinal, muitos dizem que ter fé em Deus é recurso imprescíndivel para ser um seguidor de Cristo. Isso é verdade. Porém, o que desejo explanar é que, por experiência própria, sei que "acreditar" em Jesus não significa confiar nele, ou seja, saber que existiu, e ainda existe, um salvador, não nos faz crer no que Ele fez, faz e poderá fazer. Resumindo, grande parte dos que se dizem cristãos não tem nem noção do que é praticar a vontade de Deus. Mas isso já é conhecimento de todos, né? Já que sempre com o trigo existirá o joio e vice-versa.

Lembro-me de um sonho que Deus me deu. Eu estava em um palco, falava com uma multidão, todos cantavam um louvor, "Marca da Promessa", do ministério Toque no Altar. Tem uma parte desse louvor que diz assim: "O meu Deus nunca falhará, eu sei que chegará minha vez, minha sorte Ele mudará diante dos meus olhos." Quando terminávamos de cantar, eu perguntava: "Quem aqui acha que Deus falha?" Ninguém se manifestou... Em seguida, eu dizia: "Nós achamos que Deus falha sim, quando tudo está difícil e não cremos na sua promessa. Quando Ele fala que devemos fazer algo, e duvidamos que este algo seja o melhor a ser feito. Quando não colocamos em prática o que Ele nos ensina. Quando nos envergonhamos Dele. Isso é prova de que nós acreditamos que nosso Deus falha, porque se Ele não falhasse, nós confiaríamos Nele até o fim." Bom, eram mais ou menos essas as palavras...
Que ministração poderosa o Espírito Santo tem me dado através de um simples sonhar!
É isso que tenho vivido. Minha fé em Deus não está madura, uma vez que eu ainda duvido do que Ele me diz, porque vejo tudo ao contrário...

Ora, a fé é o firme fundamento das coisas que se esperam, e a prova das coisas que não se vêem.(Hebreus 11:1)

Como é difícil viver essa fé!
Não é nada fácil acreditar no que nossos olhos não vêem, possuir essa "prova das coisas que não podemos ver..."
E o Senhor prova a nossa fé, já que: Ora, sem fé é impossível agradar-lhe; porque é necessário que aquele que se aproxima de Deus creia que ele existe, e que é galardoador dos que o buscam. (Hebreus 11:6)

Nós somos herança do Senhor, logo, devemos crer que ele é "galardoador dos que o buscam". Ou seja, devemos tomar posse da promessa de Deus, dos presentes Dele. O Senhor nunca contradiz a sua palavra, o que acontece é que nós somos limitados demais para "crer no impossível", para "recebermos o melhor, no melhor momento", para "não recebermos quando queremos, mas quando devemos receber," para "esperar o tempo certo". Ufa! Como somos diferentes de Deus! Como somos imperfeitos!

Nós acreditamos mais nas coisas negativas, do que nas positivas e, consequentemente, vemos mais coisas ruins do que boas, tudo porque temos muito mais fé no diabo (que enche nossa mente de "dardos inflamados") do que em Deus que diz que tudo é possível para aquele que crer. Pena que quase ninguém crê hoje em dia...
É muito mais cômodo acreditar no diabo mesmo, já que ele usa grande parte das pessoas ao nosso redor (que permitem serem usadas, é claro!) para nos desestimular, para nos criticar, apontar defeitos e, por fim, dizer que jamais conseguiremos. É como aquela história do sapo que entrou em uma corrida com o coelho e, ao final, surpreendendo a todos por ter sido o vencedor, descobre-se que ele era surdo, logo, ele venceu não porque era melhor, mas porque não escutou e, dessa forma, não acreditou nas pessoas que o desencorajava.
Existe um versículo muito interessante, que fala assim: "Ainda que eu andasse pelo vale da sombra da morte, não temeria mal algum, porque tu estás comigo; a tua vara e o seu cajado me consolam."(Salmo 23.4). É bom lermos isso, não é? Ou até mesmo deixarmos a bíblia aberta empoeirando nele (lembrem-se que a palavra de Deus só tem poder quando lida, gravada no coração e exercida, e não aberta e esquecida em um canto de casa). Meio impossível é alguém, andando nesse vale de sombra e morte, confiar em Deus a tal ponto de não temer, já que por coisas bem menores, murmuramos, não confiamos e não exercemos a fé...

Perdoa-me, Senhor, por não ter minha fé firmada em Ti, por duvidar do que o Senhor me diz, por não crer verdadeiramente no Deus onisciente, onipresente e onipotente.
Necessitamos ter coragem para confiar em Deus!
O melhor de Deus para nossas vidas há de vim! Aleluia!

quarta-feira, 28 de outubro de 2009

“Quero trazer a memória o que me dá esperança."

Difícil é acreditar quando não se vê nada.
Difícil é continuar quando tudo te impede.
Difícil é fazer o que as pessoas dizem pra ser feito.
Bom, nem tudo é fácil mesmo...
Há momentos em que Deus se cala, e você começa falar muito.
No desespero sempre fazemos coisas para chamar a atenção de alguém, simplesmente porque temos a necessidade de sermos ouvidos para que possa chegar uma solução. No entanto, nem tudo sai conforme planejado.

Jeremias escreveu o livro de Lamentações em grande desespero, e ele disse: “Quero trazer a memória o que me dá esperança.” (Lamentações 3:21)
É como se uma pessoa estivesse se afogando e, em plena fúria do mar, olhando ao redor, seus companheiros já vencidos, mortos, mas, naquele caos, surge um escombro, algo que pode ser usado como bóia. Essa "bóia" deve ser usada, pois ela poderá salvar-lhe a vida. E esse escombro, tão inútil em outros momentos, agora é imprescindível. Eis aí a provisão do Senhor.
Isso é "ruminar" os momentos bons, revivê-los, "trazer de volta à memória" para que no dia mal seja a esperança, seja a fé em Deus.
O problema é que uma coisa é falar, outra é viver, não é mesmo?

Sempre damos mais valor às situações difíceis, do que as boas. Da mesma forma é com as pessoas. Quando elas tem atitudes agraciadas, mal recebem um agradecimento, no entanto, quando fazem algo dito "errado" são "apedrejadas".
É por isso que Deus permite situações ruins, para que valorizemos as boas, para amadurecermos espiritualmente e como seres humanos e, independente da situação, louvemos a Ele, afinal, tudo é por Ele e para Ele.

Fácil não é mesmo, porém sempre teremos o nosso Deus conosco e, um dia, no momento Dele, a sua glória será revelada em nossas vidas. Aí está a diferença que comentei no post anterior: a certeza do agir de Deus.

A minha esperança hoje é meu aniversário de namoro. Há dois anos o Senhor colocou alguém muito especial em minha vida e, apesar de alguns percalços, só vejo a mão de Deus nos abençoando e ensinando. Obrigada, Jesus! Obrigada, Frederico, por todos esses dias de companherismo. Sou feliz contigo! Te amo!

No desespero, na dificuldade, você pode crer???

Perdão, Senhor, se não te honrei nas minhas fraquezas!

terça-feira, 27 de outubro de 2009

O Senhor é o nosso socorro

Sinceramente, não sei como existem pessoas que conseguem viver sem Deus.
Buscar o centro da vontade de Deus não é fácil, o preço é muito alto, devemos fazer, para isso, muitas renúncias, mas temos uma grande recompensa: a companhia incondicional do Senhor.
Deus é bom! Aleluia!
Nos meus momentos de tristeza, fraqueza e angústia o Senhor tem me socorrido. Fico me perguntando, quem socorre àqueles que não são amigos íntimos de Deus?
O que será das pessoas que conhecendo a Deus, ou não, vivem uma vida desregrada, sem compromiso com o nosso Salvador, o que elas fazem quando se sentem só, quando o vazio é muito grande?
Imagino que elas buscam, ainda mais, se saciar com os prazeres da vida. No entanto, o espírito continua vazio...
Como é bom precisar do Senhor! Como é bom ser preenchido por Ele; chorar pra Ele; sentir a paz Dele; ser socorrido por esse Deus poderoso!
· Salmo 28:7a O Senhor é a minha força e o meu escudo; nEle confiou o meu coração, e fui socorrido.
· Salmo 46:1 Deus é o nosso refúgio e fortaleza, socorro bem presente na angústia.
· Isaías 41:10 Não temas, pois Eu sou contigo; não te assombres, pois Eu sou o teu Deus. Eu te fortalecerei, e te ajudarei; Eu te sustentarei com a destra da Minha justiça.
· Isaías 65:24 Antes que clamem, responderei; estando eles ainda falando, os ouvirei.
· Salmos 121: Elevo os olhos para os montes: de onde me virá o socorro? O meu socorro vem do Senhor, que fez o céu e a terra. Não deixará vacilar o teu pé; aquele que te guarda não tosquenejará. Eis que não tosquenejará nem dormirá o guarda de Israel. O Senhor é quem te guarda; o Senhor é a tua sombra à tua direita. O sol não te molestará de dia, nem a lua, de noite. O senhor te guardará de todo mal; ele guardará a tua alma. O Senhor guardará a tua entrada e a tua saída, desde agora e para sempre.

Quão precioso é o cuidado e o socorro do Senhor!
Tenho provado dessa maravilhosa experiência e, de todo meu coração, desejo que todos provem.
Lembro-me de quando eu não servia a Deus verdadeiramente, de como a minha vida era vazia... (não que hoje eu o sirva como Ele merece, pois dia após dia preciso me achegar mais e mais).
Eu achava que pra sempre viveria da mesma forma, com as mesmas angústias e preocupações, acreditava piamente que eu deveria me acostumar com os problemas, com as tristeza, afinal, elas seriam intrísecas ao ser humano. Mas que bom que o Senhor tem me mostrado o contrário disso! Que alegria tenho vivido com Jesus! Como meu Deus tem curado meu coração!
Se você possui feridas antigas, ou novas, em seu coração; se não consegue perdoar; se algo não te deixa ser feliz; se determinada área da sua vida nunca dá certo, te aconselho a buscar a Deus, mas buscar de verdade, com compromisso, fazendo isso, te garanto que ele trocará seu pranto por alegria. Afinal, quem não precisa do Senhor? Só ele cura nossa alma!

Hoje, não me importo com o que os outros pensam de mim, já que muitos acreditam que não estou no meu juízo perfeito (hehehe). O mais importante é que, para todo o sempre, eu encontrei minha cura e minha verdadeira alegria: Jesus!

Tu és o meu socorro Senhor e eu te agradeço porque já não sei viver sem Ti! Te amo!

domingo, 25 de outubro de 2009

Quebrantamento


Mais uma musiquinha...

"Meu amado, seu cuidado, jamais poderia imaginar
Meu amado você tem o dom de me fazer chorar.
Chorar de alegria
Chorar de amor
Chorar todo dia na presença do Senhor.

Eis-me aqui, Senhor, segura minha mão
Eis-me aqui, Senhor, à sua disposição.
Da Tua paz eu preciso.
Do Teu amor necessito."

Ser quebrantado por Deus é ser levado, todos os dias, a uma experiência de dependência Dele, de amor. É reconhecer nossa imperfeição, olhando a perfeição de Deus. É necessitar tanto do Senhor a ponto do nosso coração se tornar coração de verdadeiro adorador.

"O Pai está a procura de verdadeiros adoradores, aqueles que o adorem em espírito e em verdade..." João 4: 23

Te adoro, Senhor!

sábado, 17 de outubro de 2009

Permissão ou centro da vontade?

Muitos pensamentos bombardearam minha tão limitada mente esta semana. Quanta confusão!
É incrível como pequenas decisões podem ser, às vezes (ou quase sempre), tão difíceis de serem tomadas. Nessa horas, preciso mais ainda ouvir a voz de Deus
A única coisa que tenho certeza absoluta é que a vontade de Deus é perfeita, boa e agradável (Romanos 12:2). Sendo assim, tudo que não for da vontade de Deus não é perfeito, não é bom e nem agradável. Bem lógico, não?
No entanto, não é tão simples assim...

Desde pequena ouço as pessoas dizerem "Deus quis assim!"; "aconteceu isso porque era a vontade de Deus". Bom, de acordo com a bíblia não cai nenhuma folha da árvore se Deus não deixar. Porém a "permissão" de Deus é bem diferente da "vontade" de Deus.
Eis as diferenças, segundo o dicionário Aurélio:
Permissão: s.f. Ação de permitir. / Autorização, consentimento, licença. / Retórica Figura pela qual o orador deixa ao juízo dos ouvintes ou do adversário a decisão de alguma coisa. (Ex.: Se estou certo ou errado ao afirmar que a Pátria é eterna, dizei-o vós que comigo a vedes resistir aos mais fortes embates.)

Vontade:s.f. Nome dado à capacidade de uma pessoa agir com intencionalidade definida. &151; Quando se acende a luz para ver o que se passa na sala, diz-se que a pessoa que age dessa maneira desejou, empenhou sua vontade, na ação. Este tipo de ação é chamado voluntário. Mas, quando a pessoa pisca os olhos diante de um foco de luz, este ato não é desejado, não é um produto da vontade, e é chamado involuntário.

Acho que deu pra esclarecer bem agora, não?
Já cansei de ver as pessoas "culpando" a Deus porque isso ou aquilo deu errado:"Deus não quer que eu seja feliz!" "É o meu destino, minha sina!".
Eu também acho que é mais fácil culpar a Deus por "colher" os frutos dos meus erros, do que admiti-los, só que, como entendo perfeitamente que eu sou pó e Deus é tudo, gosto de prestar atenção nas revelações Dele acerca da minha vida e isso quer dizer que, já que busco a felicidade e compreendo que ela só vem de Deus, devo fazer, ou pelo menos buscar fazer, as coisas certas e, o certo, nesse caso, é a vontade de Deus e não a sua permissão.
Quando algo der errado na sua vida, preste atenção no que VOCÊ fez para que isso ocorresse, antes de "incriminar" o próximo. Alguns questionamentos seriam bem úteis, como: "Eu perguntei a Deus se podia fazer isso?" "Deus gostaria que eu agisse assim?" "Essa minha atitude está dentro dos parâmetros bíblicos?" "Estou 'ouvindo' a Deus ou o homem"?
Nós devemos sempre buscar, por mais difícil que seja, a direção de Deus. Ele sempre nos dará a melhor decisão. Se agirmos como crianças mimadas, indo adiante, fazendo conforme o nosso querer, correremos um grande risco de não colher bons frutos, mas, se, cada projeto, do menor ao maior, for colocado diante de Deus e fazermos conforme Ele nos orienta, tenho certeza, por experiência própria, que só teremos alegrias e não seremos frustrados.
É por isso que quanto mais confusão, mais clamo a Deus por sua sabedoria e direção. Ouvir a Deus é tão bom! Obedecê-lo é melhor ainda, porque a obediência é benção, já a desobediência é maldição. "Eis que o obedecer é melhor do que o sacrificar.” (I Samuel 15:22 a)

Não esteja na permissão de Deus, mas no centro da sua vontade.
Não é fácil sacrificar a nossa vontade em prol da vontade de Deus, mas, tenho certeza, os frutos são mais que recompensadores.

Desejo, Senhor, somente o centro da sua vontade, porque sei que ela é a melhor vontade pra mim.

domingo, 11 de outubro de 2009

Agradecimento

Alguém muito especial disse pra eu postar minhas músicas aqui. Daí comecei a pensar na possibilidade... O fato é que ainda não sou musicista, então não sei escrever partitura, mas um dia serei, como disse, me encorajando, um amigo meu maestro. Um dia espero sim chegar a esse nível.
O que vou postar hoje é algo muito simplório, até por isso relutei para fazer torná-lo público, porém descobri que compartilhar será apenas mais uma maneira de honrar a Deus, de louvá-lo, já que cada palavra saiu do meu coração da forma mais sincera possível.

Obrigado, Senhor!

"Jamais poderia te agradecer
Faltam-me palavras para honrar você
Mas é com grande amor que hoje confesso:
Sou feliz contigo! Te adorar eu quero!

Obrigado meu Senhor, porque me conquistou!
Obrigado meu Jesus, por teu sincero amor.
Obrigado Espírito Santo, meu consolador.
Obrigado meu Papai, pois livre sou."

Independente da situação, agradeça a Deus, pois Ele é fiel àqueles que são fiéis a Ele. O Senhor jamais desampara um justo. Aleluia!
Obrigada por Tua força Jesus!
Toda honra e toda glória somente a Ti.
Te amo!

quarta-feira, 7 de outubro de 2009

A Tua Graça, Senhor, me basta!


Alguns acontecimentos. Emoções fortes, boas e ruins. É assim que descrevo meus últimos dias. Um paradoxo!
Há uns poucos meses Deus ministrou sobre fortaleza em meu coração. Tive a opotunidade de pregar na igreja e foi sobre isso que discursei. Eis o texto bíblico:

E disse-me: A minha graça te basta, porque o meu poder se aperfeiçoa na fraqueza. De boa vontade, pois, me gloriarei nas minhas fraquezas, para que em mim habite o poder de Cristo. Por isso sinto prazer nas fraquezas, nas injúrias, nas necessidades, nas perseguições, nas angústias por amor de Cristo. Porque quando estou fraco então sou forte. (II Coríntios 12: 9 e 10)

É na dificuldade que vemos o poder de Deus, o cuidado Dele.
Nessa semana perdi um ente querido, muito querido por sinal. Visitei minha avó bastante nos últimos dias, no hospital, ela só me chamava, gostava que eu louvasse e orasse pra ela. Fiz a última oração, com o apelo, quando ela já estava agonizando. Deus me pediu e eu ainda fiz muitas orações pra outras enfermas. Todas aceitaram Jesus. Minha avó estava morrendo, mas eu saí do hospital com uma paz que realmente excede todo o entendimento, conforme diz a palavra. Senti a paz de Deus em tudo, até mesmo no velório...
Como é bom viver na dependência de Deus! É difícil segui-lo, mas tive mais uma prova de quanto vale a pena ser fiel. Em cada detalhe sentia a presença do Senhor. Vi que o Espírito Santo consolou até mesmo os que não o servem, por sua misericórdia.
Como diz em eclesiastes 7:2 "Melhor é ir para a casa onde há luto que para a casa onde há banquete. Porque aí se vê aparecer o fim de todo homem e os vivos nele refletem." Essa palavra, ainda que seja uma verdade indiscutível, é evitada por muitos. Já reparei que as pessoas em geral só lidam com a morte quando ela acontece, mesmo assim procurando esquecê-la o mais rápido possível para continuar com a vida. No decorrer do cotidiano, a "continuação" dessa vida faz com que, em um simulacro, construamos nossos sonhos e afazeres, descartando totalmente a possibilidade de interrupção, aliás, uma interrupção que chega sem hora e data determinada.
Se pensássemos no nosso fim daríamos mais valor à morte de Jesus, uma vez que seu sacríficio foi em prol da nossa vida em abundância, vida eterna, na morada do Pai.
Somos seres limitados e incapazes de entender o que os nossos olhos não veem. Somente pela fé podemos crer que há uma vida em abundância e que só a alcançaremos quando buscarmos a santidade.
Creio que meu grande presente, por mais uma primavera completada ontem, é a salvação, a multiplicação da salvação. Não há um presente maior. Esse é o terceiro aniversário em que o Senhor me presenteia com a salvação dos meus entes queridos.
Quão preciosa é a fidelidade de Deus!
Sou eternamente grata Jesus!